Multa para fake news e hate speech


Reputação 6
Crachá +2
Na semana que passou foi aprovada na Alemanha uma lei que pune as redes sociais se estas falharem a remover noticias falsas e discurso de ódio das suas plataformas. Se, no prazo de 24h, as redes sociais não removerem estes posts ditos nocivos, podem ser multados até 50 milhões de euros. Gerou-se uma grande polémica por várias razões: quantidade de informação e critérios.
No Facebook, por exemplo, são publicados por dia milhares de milhões de posts. Por muitos empregados que a empresa norte-americana contrate torna-se impossível verificar cada post submetido. Existem algoritmos de AI que podem ajudar mas não são infalíveis , longe disso. E pensem, cada vez que existe uma falha são 50 milhões que o Facebook perde. E quais são os critérios para o eliminação de um post?
Dando o exemplo da Alemanha: na Alemanha é ilegal negar o holocausto, logo um post que o negue tem que ser removido. Mas se esse post for feito em Portugal é legitimo e está compreendido no direito de liberdade de expressão. Terá então o Facebook e criar regras especificas para cada país do mundo?

Gostava de saber o que acham disto, se acham boa a decisão da Alemanha e se acham que Portugal deveria fazer o mesmo.

5 Comentários

Reputação 7
Crachá +6
Pessoalmente, embora ache muito complicado de se aplicar uma lei deste género, devia haver algum tipo de regulamentação sobre o assunto.

Ultimamente é incrivel a quantidade de noticias falsas que aparecem, é sempre necessário ir confirmar em duas ou três fontes se o que estamos a ler é verdadeiro.
Concordo com o Tiago, nao será fácil implementar uma lei do género.Teremos sempre que ser nós a "filtrar" a informação e tirar as nossas próprias conclusões, alias deveria-mos fazer sempre assim .
Reputação 4
Crachá +2
Não é preciso regras por pais, noticias falsas são sempre noticias falsas em qualquer ponto do mundo.

Esse exemplo do holocausto é um caso extremo, uma questão cultural, tal como nalguns paises o proprio google está banido porque não está de acordo com as regras locais. Tem de ser a Alemanha a culpabilizar o cidadão Alemão que encontrar a fazer algo contra as leis deles.

Acho que deviam ser aplicadas multas sim, se recusarem a tirar noticias falsas, sobretudo no Facebook em que a grande maioria do que é partilhado é só click-bait e "fake news". A competencia de indicar quais são as a remover é que deve estar do lado dessas entidades que querem aplicar as multas. O FB só teria de confimar e apagar.
Ha muita gente preocupada com o seu ganha pao, principalmente nos OCS, por isso nao me admira se tudo fizerem para descredibilizar as redes sociais.
As geraçoes mais jovens ja nao consomem noticias, nos termos em que alguns ainda pensam vende-las no futuro.

As "fake news' sempre existiram e sempre foram mais facilmente detetaveis porque a dimensao global das redes sociais veio introduzir o efeito repetitivo como credibilizador de qualquer inverdade.

O empastelamento das redes sociais nos termos praticados nos tempos da guerra fria, relativamente a propaganda "maléfica" nas short-waves, teria exatamente os mesmos efeitos: a ignorância.
As melhores entidades reguladoras para as redes sociais sao exatamente aquelas que as querem descredibilizar: os OCS. Era necessario que se reinventassem e aprendessem a conviver...

Deviam investir era no combate aos "fake users", o resto desapareceria por si...

O facebook nem o "fake advertising" consegue (ou quer) controlar...
Nao me refiro apenas a produtos para reduzir o peso (esses, mais que nao seja, o peso da carteira sempre aliviam...) mas tambem a produtos que comprovadamente nao servem para nada, pura banha-da-cobra... Power Saver e afins...
Reputação 6
Crachá +2
Ha muita gente preocupada com o seu ganha pao, principalmente nos OCS, por isso nao me admira se tudo fizerem para descredibilizar as redes sociais.
As geraçoes mais jovens ja nao consomem noticias, nos termos em que alguns ainda pensam vende-las no futuro.

As "fake news' sempre existiram e sempre foram mais facilmente detetaveis porque a dimensao global das redes sociais veio introduzir o efeito repetitivo como credibilizador de qualquer inverdade.

O empastelamento das redes sociais nos termos praticados nos tempos da guerra fria, relativamente a propaganda "maléfica" nas short-waves, teria exatamente os mesmos efeitos: a ignorância.
As melhores entidades reguladoras para as redes sociais sao exatamente aquelas que as querem descredibilizar: os OCS. Era necessario que se reinventassem e aprendessem a conviver...

Deviam investir era no combate aos "fake users", o resto desapareceria por si...

O facebook nem o "fake advertising" consegue (ou quer) controlar...
Nao me refiro apenas a produtos para reduzir o peso (esses, mais que nao seja, o peso da carteira sempre aliviam...) mas tambem a produtos que comprovadamente nao servem para nada, pura banha-da-cobra... Power Saver e afins...
Sim, nem a TV consegue parar o dito "fake advertising", publicitando produtos que muitas vezes nem testados em condição foram. Mas concordo, acho que é o efeito repetitivo que leva as pessoas a acreditarem nas coisas sem conferir se são verdadeiras

Comentário