Header
Destaque Tutorial

Sintonização Canais Digitais na Televisão sem box


Reputação 7
Crachá +5
  • Gestor da comunidade
  • 22758 comentários

Queremos garantir a melhor experiência de televisão da NOS a todos os nossos clientes, por isso estamos a melhorar a qualidade do serviço de TV sem box.

O sinal de televisão da NOS vai passar a ser digital, assim, passa a poder ter acesso a mais de 100 canais, incluindo alguns em qualidade de imagem HD (alta definição), sendo apenas necessário fazer sintonia digital de canais. :tv: :blush:

Veja mais canais e com melhor qualidade. Consulte a lista de canais sem box que passa a ter acesso. Saiba como proceder: 

 

Para ter acesso aos canais digitais sem box é necessário que a sua TV tenha um descodificador digital integrado (DVB-C), que permita fazer essa sintonia. Para saber se a sua TV é compatível, consulte as características no manual do equipamento ou junto do fabricante. Em alternativa, veja as instruções abaixo sobre a sintonia de canais digitais.

 

Como sintonizar canais em televisão sem box

Para atualizar a lista de canais na televisão sem box é necessário que faça uma nova sintonia ou pesquisa de canais, saiba como nos passos abaixo:

  1. Ligue o cabo de sinal NOS à sua televisão. Normalmente a entrada da televisão para o cabo tem o nome de "Ant IN", "Antenna", "Cable In" ou "RF In";
  2. Com o comando da TV pressione o botão que lhe permite aceder ao menu da televisão e escolha a opção que permite sintonizar canais. Esta deve ter a designação de “Configurações”, "Definições", “Opções” ou “Sintonia”;
  3. Faça a sintonização automática dos canais através da opção "Sintonização de canais" ou "Pesquisa de canais". Antes, confirme que seleciona a opção "Canais digitais" ou "Canais DVB-C";
  4. Após a sintonização da nova grelha de canais digitais, a sua televisão passa a disponibilizar mais de 100 canais sintonizados.

Assista ainda ao video-tutorial e saiba como fazer sintonia de canais na sua TV:

 

 

Como saber se a televisão sem box sintoniza todos os canais

Para ter acesso a grelha de canais é necessário ter uma televisão com opções de sintonia digital ou sintonia por cabo DVB-C.

Verifique se a sua televisão sem boxe consegue sintonizar os canais digitais seguindo os passos referentes à marca da sua TV. Se a sua TV é de outra marca, tente seguir os passos indicados em sintonia genérica:

 

Assista ao video-tutorial e saiba como fazer sintonia de canais na sua TV Samsung:

 

Consulte o passo-a-passo

 

Assista ao video-tutorial e saiba como fazer sintonia de canais na sua TV LG:

 

Consulte o passo-a-passo

 

Assista ao video-tutorial e saiba como fazer sintonia de canais na sua TV Philips:

 

Consulte o passo-a-passo

 

Assista ao video-tutorial e saiba como fazer sintonia de canais na sua TV Sony:

 

Consulte o passo-a-passo

 

Verifique no manual da TV ou fabricante se a sua televisão dispõe da tecnologia DVB-C integrada ou mais detalhes de como sintonizar.

 

Continue a ver canais nas suas televisões sem box

Caso o televisor não seja compatível com a tecnologia DVB-C necessita de um sintonizador digital (DTA), disponível para aluguer ou compra em qualquer loja NOS, ou de uma box NOS para ter acesso aos mais de 100 canais digitais e acesso à experiência mais completa de TV, com os melhores conteúdos, apps e gravações. 

Saiba como fazer a autoinstalação do descodificador digital (DTA) em:

 

Ficou com dúvidas sobre a atualização da grelha de canais de TV sem box? Consulte as perguntas mais frequentes:

  1. Todas as televisões sem box precisam de descodificador?

    Não. Algumas televisões sem box estão equipadas com um descodificador digital (DVB-C) que permite o acesso à grelha digital da NOS. Se for o caso da sua televisão, já pode ver os mais de 100 canais sem pagar mais por isso.

  1. Como posso saber se a minha televisão sem box precisa de descodificador?

    Se a televisão conseguir sintonizar os mais de 100 canais, não precisa de descodificador. Para saber se a televisão sintoniza todos os canais, pode seguir o manual de instruções para pesquisar novos canais ou confirmar se a televisão tem as opções de sintonia digital (DVB-C).

  1. Como posso ter o descodificador para a minha televisão sem box?

    Pode alugar ou comprar o descodificador que permite ver os mais de 100 canais, disponível numa loja NOS. A instalação é gratuita por autoinstalação, ou com custos acrescidos caso seja necessário a deslocação de um técnico.
    Se necessitar de ajuda, por favor, fale connosco aqui no Fórum. Estamos sempre disponíveis par ajudar. :blush:

  1. Preciso de fazer alguma coisa à minha televisão com box?

    O seu serviço de televisão com box não terá qualquer alteração, pelo que não precisa de fazer mais nada.

  1. O que vai acontecer no dia da alteração digital?

    A grelha de canais da NOS deixará de ser fornecida através de sinal analógico, e passará a ser feita apenas em sinal digital. O que lhe vai permitir aceder a mais de 100 canais, com uma seleção de canais em qualidade de imagem HD. Assim, as televisões sem box que não consigam sintonizar todos os canais e não tenham o descodificador deixam de ter acesso à grelha de canais da NOS.

     

Conheça mais sobre a Televisão da NOS em:

 

Caso tenha alguma questão, por favor, fale connosco. Estamos sempre disponíveis para ajudar. 😉


1639 Comentários

@João H. eu lembro-me que houve uma altura em que a NOS tinha quarenta e poucos canais analógicos. Neste momento passar dos atuais 23 para nenhum parece-me prematuro. Deviam deixar pelo menos 10, os 8 primeiros no mínimo mais a RTP memória e ARTV que estão na TDT.

 

Faz mais sentido eliminar os canais digitais em SD repetidos que têm nas boxes e que não estão lá a fazer nada (cada 8 canais SD digitais dá o espaço vago de um canal analógico e os canais SD não fazem sentido nenhum porque a NOS já disse que vai recolher até ao fim do ano todas as boxes SD) do que estar a eliminar já o analógico. Isto causa insatisfação nos clientes potencialmente os mais idosos. Eu vivi muito recentemente a experiência na NOWO.

É que, parecendo que não, para alguns clientes menos dados às tecnologias e por vezes com 80/90 anos, acrescentar um descodificador digital é excluí-los do acesso à televisão. Sei bem do que estou a falar, e é  tanto pior se como no caso estivermos a falar de um serviço de televisão que é pago...

 

Por isso, ponderem bem se não devem deixar alguns canais principais só.

 

Lembro que em 2012 e durante vários anos depois, a então ZON vendeu os chamados pacotes de 4 canais como alternativa à TDT (que depois foram proibidos de publicitar pela ANACOM) e o argumento na altura era mesmo esse… os clientes continuavam no analógico e não era preciso terem trabalho. Descontinuarem o analógico completamente… esses clientes não vão gostar.

 

Para além de ser uma desvantagem para a NOS porque os outros dois grandes operadores no mercado ainda mantêm alguns canais analógicos… Claro que do ponto de vista técnico a opção da NOS se percebe porque a NOS ainda funciona muito com base na tecnologia DOCSIS da qual depende quer o serviço de internet quer o o número de canais que podem disponibilizar no serviço de televisão da maioria dos clientes, e os outros dois grandes operadores usam uma tecnologia diferente.

 

Outro dos aspetos que não fazem muito sentido é a deslocação do técnico para instalação do descodificador digital ser paga como aí referido. Então quer dizer.. É que existem muitos clientes sem box nenhuma e que do dia para a noite perdem canais analógicos e depois ainda têm de pagar à NOS para voltarem a ter serviço????? Ponderem isso. De repente alguns canais  desaparecem-me, sou um cliente que não sei instalar uma box vamos supor porque não sou obrigado a ter conhecimentos técnicos, e a NOS obriga-me a pagar a deslocação para assegurar um serviço pelo qual já pago?????

Reputação 2
Crachá

Obrigada pelas vossas respostas

Mas são tantas versões que ficamos á toa, para alguns clientes foi disponibilizado o equipamento gratuitamente e para outros é cobrado um valor.

Acho isso muito injusto, já sou cliente á 14 anos e não fui eu que pedi a alteração do serviço.

Agora infelizmente o meu televisor não é mais compatível com o serviço que a NOS alterou

Na minha opinião, acho que a NOS é que deveria suportar os custos com a aquisição/aluguer de um equipamento

 

 

 

Reputação 1

Bom dia @Ana Lua

A NOS revê as suas campanhas regularmente. Os valores definidos comercialmente são os que indicámos, ou seja, €2 para aluguer e €24,90 para compra. 

Mas existem ofertas associadas a cada conta de cliente, por ser cliente há 14 anos, deverá ter a sua também. 😊

Envie-nos, por favor, uma mensagem privada, para o perfil @Fórum, com o seu número de cliente para endereçarmos à equipa que a vai ajudar e contactar.

Obrigado

É lamentável que continuam a obrigar os clientes a pagar os custos da alteração unilateral da NOS. Todos os clientes que ficam sem serviço por causa desta alteração devem ter direito gratuito ao descodificador ou ao cancelamento do contrato mesmo em período de fidelização visto isto ser uma alteração ao serviço contratado.

Reputação 1

Compra por 9.99€ ou alugar por 0.49€...opção que me informaram hoje relativamente ao sintonizador 

Reputação 2

Boa tarde a todos, 

A NOS está a melhorar a qualidade do serviço de televisão sem box ao disponibilizar o sinal digital ao invés de analógico. As televisões que têm o DVB-C mantem o acesso que, por vezes, é necessário que façam uma nova sintonia. 

@EuSó, novamente, a sua zona ainda não foi alvo de alteração, pelo que é necessário que faça uma sintonia para conseguir aceder. 😊

Qualquer questão, falem connosco. Estamos aqui para ajudar.

Obrigado

 

Só por curiosidade, têm um calendário mais ou menos indicativo de quando as alterações serão feitas em Lisboa? Também terei de “reformar” uma TV...

Uma coisa que os clientes não entendem, porque também ninguém lhes explica, é que ao contrário das redes de fibra, que têm largura de banda à fartura, as redes de cabo exigem uma gestão eficiente da largura de banda existente. Por vezes abater serviços obsoletos é uma necessidade imperiosa para melhorar os mais recentes. Não é malícia. Noutros casos eventualmente será malícia, mas neste caso não é! Simplesmente a NOS deve ter chegado à conclusão que perdia mais clientes se não fizesse esta mudança do que fazendo a mudança. As velocidades de uplink atualmente fornecidas não competem com a fibra e isso torna-se cada vez mais um problema, com as pessoas a quererem fazer videoconferências, backups online, etc… levando uma parte dos clientes a mudar de operador.

Se de facto (como eu suspeito) a zona de canais analógicos até aos 204 MHz passar para uplink dos cablemodems e os 260 MHz a 274 MHz para TV digital (mais duas ou três portadoras de 8 Mhz que dá para mais cerca de 20-30 canais HDTV), eu como cliente compreendo e aceito, apesar de ter também cá em casa uma TV com 14 anos sem sintonia digital.

PS: Só para completar a explicação, para alguém que seja curioso, neste modelo “hfc high split” a zona 204-258 MHz fica inutilizada, sendo necessária para separar o uplink do downlink. Atualmente é a zona 85 MHz a 105 MHz que não pode ser usada.

Boa noite

Tenho uma box em casa numa televisão. Na outra não tenho e pelos vistos agora nessa só vou conseguir ter canais se comprar ou alugar um sintonizador? Acham correcto? Não deixam sequer os canais básicos?

Reputação 7
Crachá +1

@Maria Joao Esperanca Carvalho boa tarde. Veja como fazer correctamente a busca cabo no manual da tv. Se não der canais vá alternando na instalação os países europeus, Espanha, França, Alemanha, Austria, etc… um irá dar.

Reputação 7
Crachá

 

Vou continuar a pagar a mesma mensalidade por um serviço que a NOS deixou de fornecer?

O contrato era para ter sinal analógico. Mando 3 televisões para a sucata se não comprar ou alugar o tal descodificador?

Use o livro de reclamações e cancele o contrato por alteração dos pressupostos que o levaram a aceitar o contrato de boa fé visto que a NOS o deixou sem serviço numa clara demonstração de má fé.

Reputação 1

Obrigada a todos, apesar da TV ser compatível com sinal DVB-C de facto não sintoniza de imediato os canais, a dica foi selecionar outros países (Espanha). 

Reputação 5
Crachá +1

Boa tarde 

 

Admito que não estou muito dentro do assunto, por isso estou com dificuldade em o fazer.

Contudo vou tentar, depois de ver as V/ instruções. Atualmente tenho tentado fazer de forma automática e com o modo cabo. A TV não tem modo DVB T ou C. Talvez repor as definições de fabrica e tentar tudo de novo. 

De acordo com o modelo de TV que referiu 37LT76 - ZA tem DVB-C. Diz no manual. O problema é que a possibilidade de fazer pesquisa em DVB-C só acontece quando se escolhe um país onde o DVB-C existia quando a televisão foi fabricada. E no caso da minha LG, que tem cerca de 10 anos, nem sequer isso bastou, porque para fazer a pesquisa depois de escolher um país que permitia acesso ao DVB-C, tive mesmo de introduzir os dados que indiquei no post anterior.

Link para a DECO

 

https://www.deco.proteste.pt/tecnologia/televisores/noticias/fim-canais-analogicos-operadores-tv-que-fazer

Reputação 7
Crachá

@Utilizador123456

Vamos esclarecer. O comentário a que se refere não tem que ver com a atual transformação do serviço de Televisão sem box. Até porque o DVB-C existe há pelo menos 5 anos. 

Sugerimos que verifique desde quando é que a NOS faz uso do DVB-C em: 

No entanto, e como comunicado no site, devido a uma atualização natural da tecnologia, para garantimos a melhor experiência do serviço de televisão sem box, atualmente, apenas garantimos o acesso nas televisões com a tecnologia compatível e, por isso, a NOS disponibiliza alternativas que, querendo, podem ser pedidas. 

Qualquer questão, por favor, fale connosco. Estamos disponíveis para ajudar. 
Obrigado

Disponibilizam alternativas mas querem cobrar por essas alternativas, ou seja, ou fazem uma cobrança abusiva ou deixam os clientes sem serviço.
Essas alternativas deveriam ser gratuitas e não deixar clientes sem os serviços pelos quais acordaram pagar.

Boa noite

Vivo num apartamento há 16 anos e sempre tive direito aos 4 canais públicos em qualquer divisão da casa...
Mesmo quando prescindia dos serviços de qualquer operadora. 
E agora deixei de ter direito aos 4 canais Públicos, porquê? 
Nas outras divisões eu só quero os canais públicos... não quero mais nenhum... 
Mesmo sendo vosso cliente há bastantes anos, esta situação tem de ser resolvida de forma gratuita, por vocês. Afinal sou vosso cliente a muitos anos e não cliente de rua em que se tenta impingir um descodificador de 25 euros para cada tv. 
Aguardo uma resposta da vossa parte. Obrigado 

Reputação 2

Não precisa de descodificador nem na MEO nem na Vodafone.

Não precisa se quiser ver TV analógica com a qualidade medíocre com que o sinal PAL-B/G é enviado dentro do Lambda usado no RF Overlay da fibra Vodafone e da MEO. Não vou aqui discutir questões muito técnicas, mas a fibra não é o meio de transporte ideal para estes sinais. E sim, o sinal do RF Overlay é enviado de forma analógica modulando uma cor (lambda) específica dentro da fibra. Não é um sinal gerado localmente no ONT, que apenas converte esse sinal de ótico para elétrico.

Se quiser ver TV com boa qualidade precisa duma que suporte a norma DVB-(T/C/S), o que acontece com praticamente todas as vendidas na última década, seja em que operador for.

Reputação 7
Crachá

Bom dia @bjbarros, seja bem-vindo ao Fórum NOS. 

A NOS disponibiliza o serviço sem box aos equipamentos de TV compatíveis com a norma DVB-C, caso não tenha é-lhe dadas as alternativas para tal, garantindo o cumprimento da disposição do serviço de tv principal que é descrito contratualmente. 

A transformação do analógico para o digital é uma evolução natural, pelo que, de momento, para continuar a ver TV noutras televisões tem como alternativa:

  1. Compra ou aluguer de descodificador digital (DTA);
  2. Adesão à oferta multiroom disponível (Box UMA, IRIS, Android TV ou Apple TV);
  3. Atualização do equipamento terminal (Televisão);

Obrigado

O JN continua a dizer que caso o consumidor seja obrigado a incorrer em custos adicionais pode rescindir o contrato sem custos:

https://www.jn.pt/8541502710/fim-dos-canais-analogicos-nas-operadoras-de-tv-o-que-fazer/

 

Reputação 7
Crachá

Ainda recebo sinal analógico, mas já li que a NOS planeia terminar a transmissão do sinal analógico, quer na rede FHC, quer na rede FTTH.

Na página da NOS não encontro nenhuma informação relativa a este desligamento, nem a um plano de desligamento. Também não sei o porquê de o desligamento ocorrer, percebo que o analógico ocupa frequências, mas que benificios terei como cliente da libertação dessas frequências? Existe alguma página em que a NOS preste oficialmente estes esclarecimentos?

 

Em particular, relativamente à minha instalação, tenho 3 TVs que não recebem DVB-C. Sendo que duas delas recebem DVB-T, e uma apenas o analógico.

Percebo a vantagem de ter mais canais, e em formato digital, mas se optei por não os ter até agora, foi para não pagar por um descodificador, que já anteriormente estava disponível.

Sendo que a NOS vai alterar a condições de fornecimento do serviço, não tendo eu como o evitar. Vão ser fornecidos descodificadores sem custo, ou o cliente terá de arcar com as custas para não ficar sem TV? Obviamente uma destas situações deixa-me insatisfeita.

Reclame por quebra de contrato, por norma como fizeram comigo oferecem-lhe o DTA como é obrigação da operadora já que mudou o serviço aos clientes de forma unilateral.

Reputação 2

Boa noite, tenho 4 tv, todas elas da marca LG e todas recebem o sinal digital.. Apenas 1 TV, a que está junto à box, apresenta todos os canais, as restantes deixaram de transmitir. Já se fez a sintonia de canais e mantem-se a anomalia. Reportei a situação à Nos,  sugeriram a compra ou aluguer de 1 descodificador. Solicitei a  comparência de um técnico para avaliar a situação, informaram que teria um custo de 40,00 Euros. Nada me parece compreensível, a situação foi criada pela NOS, e como tal parece-me legitimo ser a propia a responsabilizar-se por todas e anomalias e custos decorrentes da situação. Ainda poderia entender se os equipamentos em causa  fossem do seculo passado, mas não  é o caso. Desta forma, agradeço que me esclareçam e ajudem no sentido de agilizar a situação que se está a tornar muito desagradável, de tal forma, que caso não resolvam a situaçao, estamos ponderar, a rescisão do serviço, que á data, não está a ser cumprido por parte da NOS. 

Melhores Cumprimentos,

 

 

 

Boa noite,

Se essas TVs são posteriores a 2011 quase de certeza suportam DVB-C. Sei que em 2009 já estavam no mercado vários modelos baratos que suportavam, porque tenho uma Samsung de 22 polegadas desse ano que apanha todos os canais digitais da NOS sem problemas. Geralmente procurar por “Modelo_da_TV DVB-C” na net resolve essa dúvida com rapidez.

O problema nas LGs e algumas outras marcas é que é necessário mudar o país da sintonia para a opção aparecer, porque nem todos os países tinham essa norma de transmissão na altura em que a TV foi feita. Por exemplo, em algumas LG e Samsung era necessário colocar um destes: Finlândia, Suécia, Áustria, Alemanha, Holanda…

Nesses casos também pode ajudar um upgrade ao software/firmware da televisão, caso o fabricante ainda disponibilize os ficheiros.

Quando efetuar a sintonia tenha em atenção que deve selecionar canais digitais “Cable” (DVB-C) e não “Air/Antena” (DVB-T). São normas de transmissão diferentes.

Geralmente basta efetuar uma procura por Rede/Network, e não exaustiva, porque não é necessário, e nalguns casos até pode ser contraproducente, com alguns canais a ficarem mal sintonizados.

Se quiser fazer uma procura rápida “Quick Network Search”, que sintoniza os canais todos em poucos segundos, os parâmetros iniciais são:

Frequência 714 MHz (ou 714000 kHz), Symbol Rate 6875, QAM64.

Outro problema que por vezes ocorre é que os canais analógicos eram vistos com algum ruído/chuva, mas funcionavam e as pessoas não se importavam. A transmissão digital exige uma qualidade de sinal razoável para funcionar sem cortes. Se a qualidade dos canais analógicos era boa não há razão para os digitais não funcionarem.

Reputação 7
Crachá

@silvafe, compreendemos o que nos indica e lamentamos a situação. 

Estamos aqui para ajudar, pelo que se pretender, qualquer questão em que possamos ajudar, conte connosco. 

@Utilizador123456, já respondemos à sua dúvida quanto à alteração contratual, este tema não retrata nenhum incumprimento ou alteração unilateral, pelo que pedimos que não informe incorretamente outros utilizadores. 

Obrigado 

Ai não, se os clientes ficam sem serviço é claramente falha da NOS, não interessa se existe uma linha no contrato que fala do sinal analógico ou não. O cliente contratou um serviço que funcionava em 5 TVs esse é o serviço que a NOS tem que continuar a prestar, legalmente é falha de serviço.

Qualquer alteração que tenha impacto no serviço prestado e seja feito pela NOS, se deixar o cliente sem serviço é uma falha de um serviço público essencial, e tem prazo legal para a NOS repor o serviço sendo que o incumprimento desse prazo é uma contraordenação prevista na lei.

Também está previsto na lei que alterações nos equipamentos necessários para a prestação de um serviço público essencial cuja a alteração não seja imputável ao cliente são responsabilidade do operador. É assim quando por exemplo as câmaras querem colocar novos contadores.

Se a alteração de "modernização" foi efectuada por vontade da NOS é a operadora a responsável por modernizar os equipamentos necessários à prestação do serviço público essencial.

Por sua vez a não prestação do serviço é uma clara quebra de contrato, independentemente da forma como esteja escrito no contrato o serviço tem que continuar a ser prestado em todas as televisões que era prestado antes da alteração.

 

Se querem dizer que está informação é errada já foi pedido parecer da equipa jurídica da NOS que nunca me foi enviado, no meu caso a NOS forneceu um novo equipamento gratuitamente mas o parecer jurídico nunca chegou.

Independentemente do que o jurídico considere, os clientes devem sempre reclamar desta situação que mesmo que venha a receber o tal parecer que me comprove que está imputação de custos aos clientes é legal, continuará sempre a ser uma situação absurda e injusta pelo que espero que todos os clientes prejudicados pela operadora usem o livro de reclamações:

https://www.livroreclamacoes.pt/Pedido/Reclamacao

Reputação 7
Crachá

@Utilizador123456, sugerimos que leia as condições gerais contratuais sobre o tema, pela quais o contrato NOS se rege. 

Compreendemos e agradecemos a sua partilha, @CF56, as alternativas foi as que indicámos, quanto ao 1.º ponto. 2.º e 3.º, escolhemos àquela que pode proporcionar a melhor experiência do serviço TV aos nossos clientes.

4.º sugerimos que fique atento às novidades, trabalhamos diariamente para melhorar o serviço. 

Obrigado

 

Resta saber a quais clientes, não àqueles que têm televisões analógicas, esses ficam sem serviço o que claramente é quebra de serviço. Não podem cobrar por um serviço que deixaram de prestar, isso é claramente ilegal.
Quanto aos termos e condições eles são claros, em caso de alterações têm que ser comunicadas com 30 dias de antecedência e o cliente tem direito a cancelar caso não concorde com a alteração, sem custos, algo que a NOS se recusa a fazer, fazendo cobranças, por vezes abusivas tipo máfia, se o cliente que não tem serviço não pagar.

@Mário P. Se está tão certo que essas alterações não violam a lei, enviem-me o parecer júridico que me foi prometido faz quase 4 meses. Até lá, como já disse, na minha opinião é uma alteração contratual, não comunicada da forma legal obrigatória e por isso ilegal e deve ser reclamada no livro de reclamações até que todos os clientes tenham uma solução gratuita como a minha.

Os clientes têm que usar o livro nem que seja para imputar na NOS os mesmos custos que a NOS os quer obrigar a ter para continuarem a ter o serviço que contrataram.
 

https://www.livroreclamacoes.pt/Pedido/Reclamacao

Reputação 7
Crachá +6

Boa tarde @CP001

Pedimos desculpa pela demora na nossa resposta. :disappointed_relieved:
Compreendemos o seu ponto quando a clientes que possam ter mais dificuldades com o progresso das telecomunicações e, por isso, vamos endereçar estas sugestões à equipa que vai analisar. 

Se surgirem novidades, editaremos este artigo e partilhamos a informação convosco. 

Muito obrigado

 

Reputação 7
Crachá

@atcrs, apesar de perceber o que diz. 
faz sentido que a nós de os descodificadores aqueles que tem apenas os 4 canais por causa do acordo imobiliário com o construtor do prédio, porque ai sim viola um contrato e para esses tem de ser gratuito. 
agora claro que eles vão aproveitar para dar gratuitamente um em troca de uma renovação de fid

A NOS deveria ser obrigada a oferecer o DTA a todos os clientes que precisem dele para ter o serviço de TV tal como tinham antes ou então estarem quietinhos com as patinhas. Os clientes não têm que pagar a “evolução tecnológica” que a NOS tanto deseja.
Isto mais não foi que um grande esquema inventado pela NOS para ganhar dinheiro.

Lado negativo

Eu considero que a NOS devia pelo menos oferecer o referido equipamento para as TVs antigas, uma vez que com muita pena minha não seguiram a sugestão dada pelos clientes que era deixarem alguns canais analógicos.

 

Lado positivo

A principal vantagem desta alteração tem a ver com a libertação de espetro, que pode ser usado para melhorar a capacidade do serviço de internet (tecnologia DOCSIS) ou para o serviço de TV (aumenta a capacidade para disponibilizar canais HD).

 

Se for usada toda a capacidade ganha para melhorar o serviço de TV, como os 23 analógicos agora apagados ocupam o mesmo espaço que cerca de 78 canais HD, a NOS está agora em condições de fornecer mais 78 canais em HD.

 

Aqui no fórum NOS também já foi anunciado que a NOS até ao fim do ano vai acabar com as powerboxes. Por isso tem todas as condições para acabar com os 53 canais repetidos em SD que podem dar lugar no mesmo espaço ao equivalente a 22 canais HD.

 

Na prática com todas estás alterações este ano a NOS está em condições de fornecer o equivalente a mais 100 canais em HD. Isto porque a maioria dos canais que ainda não estão em HD na NOS já têm uma versão HD no operador MEO ou no estrangeiro. E não sei do que é que estão à espera, tenho insistido nisto.

 

Mas não têm de usar essa capacidade toda para os canais em HD, uma parte poderá ser usada para melhorar a qualidade de imagem dos canais HD já existentes (em bitrate) e outra poderá ser usada, como já falado, para o serviço de internet.

 

Em Resumo

Acabando com os canais analógicos e com a powerbox, a NOS não tem desculpa nenhuma para não tornar a sua grelha integralmente HD (com pequenas exceções como a RTP Memória que ainda não tem um canal em HD) e para acrescentar mais canais em HD como A Bola TV e  Boomerang.

 

A NOS não tem desculpa nenhuma, mas a questão é se o vai fazer. Esperemos que sim!

Reputação 7
Crachá

Esse tipo de situação deve ser exposta directamente no livro de reclamações:

https://www.livroreclamacoes.pt/Inicio/

A alteração dos serviços é unilateral e tem claramente custos acrescidos para os clientes, apesar de terem dito o contrário aqui no @Fórum não tiveram a coragem de informar quanto já facturaram à custa dessa alteração.

É pura mentira dizer que não tem custos para os clientes pelo que para não passarem por mentirosos tem a obrigação de fornecer os DTAs gratuitamente ou permitir o cancelamento do serviço sem custos, mesmo os fidelizados.

 

Boa tarde,

 

Ao sintonizar os canais digitais apenas surgem 7 canais, ao invés dos 100 canais anunciados.

Já fiz 1001 tentativas mas o resultado é sempre o mesmo.

O que é necessário mais fazer?

 

Obrigado

Não conseguir sintonizar os canais pode ter várias causas:

 

Hipótese 1

Falha no sinal que lhe chega à televisão. Pode ser tanto no sinal que vem do exterior como no sinal dentro de casa (cabos danificados, tomadas estragadas, conectores mal colocados).

 

Solução: Contactar apoio técnico NOS e pedir uma intervenção no local (pedir que seja sem custos, porque não é culpa do cliente)

 

Hipótese 2

Parâmetros incorretos de sintonia.

Solução: A melhor opção para sintonizar canais da NOS é escolher a opção de sintonia Cabo colocando a frequência 714 MHz

 

Se mesmo assim não conseguir ter os canais ordenados ou o guia TV apresentar falhas de caracteres, tem aqui as opções completas de sintonia:

 

Hipótese 3

Ter subscrito o serviço TDC que só inclui 6 canais: https://www.nos.pt/particulares/televisao/canais/lista-de-canais/Pages/tdc.aspx

Há um filtro que é colocado à entrada da habitação, que deixa passar na mesma frequência o canal SIC Notícias, e por isso os 7 canais.

Solução: Mudar de pacote.

Reputação 3

A NOS anunciou a descontinuação total dos canais analógicos este ano, o que tem gerado queixas sobre o acesso aos canais digitais em alguns televisores. Consumidores como eu, com televisores mais antigos, não compatíveis, que não estejam ligados a box do operador são afetados. No meu caso os meus televisores não descodificam sinais DVB-C nem DVB-T.

Liguei para a linha de apoio e foi-me proposto alugar um descodificador digital por uma mensalidade de 1,5€. 

Estou a pensar solicitar a rescisão do contrato sem encargos devido a alteração unilateral das características do serviço à qual está associado um acréscimo de custo imprevisto para mim indicando que não terei acesso aos canais digitais sem que seja obrigado a incorrer nesse custo adicional, seja por via do aluguer ou compra de um descodificador, seja por via da necessidade de aquisição de novos televisores. E caso me seja negada a possibilidade de rescisão sem custos, iniciarei um processo de mediação através dos centros de arbitragem de conflitos de consumo.

O contrato indica o acesso a um conjunto de canais, conteúdos e funcionalidades essenciais do serviço e cuja mudança ou alteração dá direito à rescisão sem qualquer penalização ou encargo para o consumidor. Ora, não havendo lugar a um entendimento entre a mim e a NOS,  nomeadamente através da negociação do acesso ao descodificador DE FORMA GRATUITA ou outras compensações pela perda do acesso aos canais nos televisores mais antigos.

É natural, desejável e até exigível que existam cada vez mais canais digitais e que o analógico acabe por tornar-se obsoleto com o tempo, mas esta transição não pode ser feita imputando mais um custo ao consumidor e criando uma nova mensalidade para mais um aparelho descodificador em casa, aparelho este que também representa um custo adicional de consumo de energia.

Sim a NOS deveria simplesmente oferecer os DTA ou permitir a mudança de operador sem custos já que mudou o serviço unilateralmente.

Comentário